PATERNIDADE ESPIRITUAL

PATERNIDADE – CONCEITO A LUZ DA BÍBLIA

Onde estão os nossos Pais?

Pai é o que da a semente, o que coloca a vida na terra, o seu DNA, Divina Natureza do Altíssimo. Em nossa sociedade 30% das pessoas não possuem em seus registros os nomes de seus pais, fato lastimável de uma sociedade que esta a beira de um caos.

Família é uma instituição desacreditava por milhares de pessoas, é tão desacreditada que os próprios pais colocam sem saber nos seus filhos o DNA do DIVORCIO no coração deles, dizendo assim:

Estude não espere nada do seu marido, trabalhe seja independente. Hoje isso virou já uma questão cultural, a cultura do individualismo, em que, elas preferem se tiver que escolher entre um casamento e a vida profissional, a vida profissional. Elas não possuem mais referencia de família.

A questão Paternal é uma questão de REFERENCIA e FORMAÇÃO, quando Deus começou as nações perceba que elas começaram com os PATRIARCAS, da idéia de inicio e ponto em que foi gerado, raiz, continuidade de personalidade e valores espirituais e morais.

Deus é um Deus de gerações,  Ele é um Deus ensinado e transmitido de forma Paternal. “Disse mais: Eu sou o Deus de teu pai, o Deus de Abraão, o Deus de Isaque, e o Deus de Jacó. E Moisés encobriu o seu rosto, porque temeu olhar para Deus” (Êxodo 3:6). O SENHOR se apresentou a Moisés como Deus de três gerações.

Nosso Deus é um Deus de gerações, e essas gerações o conheceram se a questão da PATERNIDADE for restaurada na sociedade e principalmente na Igreja.

Na Igreja a PATERNIDADE praticamente não existe, os filhos espirituais são uma espécie em extinção por vários motivos.

Pela ótica ministerial, muitos lideres não conseguem ser pais espirituais porque não sabem lidar com o crescimento do seus filhos, eles são altamente competitivos, tem medo de perder o troninho do EGO e com isso preferem gerar filhos e mandá-los embora para outras denominações, ou de forma subliminar começam a podar o potencial das pessoas até que elas se desanimem e procurem outros caminhos.

Muitos são apenas Pais que geram, mas a verdadeira Paternidade não é a que coloca no mundo mais a que cria até a fase adulta.

A má formação espiritual dos líderes evangélicos brasileiros é uma das razões porque a Igreja se fragmente e se divide igual pão de padaria. No Brasil dá muita ênfase aos dons, principalmente porque somos uma Igreja com perfil Carismático, porém, prega-se muito pouco ou quase nada sobre o FRUTO DO ESPIRITO, a questão de caráter, somos justificados, mas nossos atos não são atos de justiça e retidão, moral da história, nos falta caráter.

A PATERNIDADE é o verdadeiro caminho para a unidade da igreja, é o Discipulado mais perfeito, porque gera Cristo em nós e não uma reprodução robótica, religiosa e doutrinaria humana, que não forma nada em ninguém apenas estimula e forma o Espírito de religiosidade nas pessoas.

Precisamos de Pais na Igreja homens que amem o rebanho e torçam para que os seus filhos cresçam como o exemplo dos pais carnais, desejam, lutam e se esforçam para formar seus filhos para serem vencedores na vida.

Um Pai de verdade ama o seu filho e não tenta matá-lo, chega de liderança assassina, egocêntrica, com Espírito de Saul (Espírito de Perseguição), chega de competitividade, Igreja não é Ringue, e nem muito menos açougue pra tentar desossar as pessoas.

Aonde estão os pais da Igreja?

Cadê vocês pois uma nação esta prestes a ser formada…

Precisamos de bons exemplos

William Daniel

02/01/13

Leave a reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Pular para a barra de ferramentas